Wednesday 21 November 2018
Home      All news      Contact us      English
portalangop - 13 days ago

Bolsonaro e Temer prometem transição fluida

Brasília - O presidente eleito Jair Bolsonaro e o actual chefe de Estado, Michel Temer, prometeram, nesta quarta-feira, em Brasília, uma transição fluida entre os seus governos., Ap s a primeira reuni o entre os dois desde a sua elei o, em 28 de Outubro, Jair Bolsonaro (capit o do Ex rcito na reserva) anunciou a primeira-ministra do seu futuro governo: a deputada federal Tereza Cristina da Costa, l der da bancada ruralista, frente da pasta de Agricultura. Jair Bolsonaro manifestou tamb m o desejo de suprimir o Minist rio do Trabalho, uma inten o que gerou cr ticas sindicais. Numa breve declara o conjunta imprensa no Pal cio do Planalto, Temer assegurou que a colabora o com Bolsonaro ser verdadeira , e se ofereceu para impulsionar no Congresso projectos que o seu sucessor considerar priorit rios, antes da transi o em 1 de Janeiro. Temer convidou Bolsonaro para acompanh -lo em viagens internacionais at o final do seu mandato, como a cimeira do G20, que acontecer no fim deste m s em Buenos Aires, Argentina. Mas n o se sabe, contudo, se Bolsonaro aceitar , pois est se recuperar de um golpe que sofreu num com cio, al m de ter que passar por uma nova cirurgia. O capit o na reserva, de 63 anos, que tem pela frente o desafio de aprovar no Congresso um ambicioso plano de reformas para recuperar a economia do pa s, explicou que, no encontro, foram abordados v rios assuntos , entre eles a governabilidade , e disse que ir manter muitas coisas do governo Temer. O procurarei mais vezes para que juntos possamos fazer uma transac o de modo que os projectos de interesse do Brasil continuem fluindo dentro da normalidade , acrescentou aos jornalistas. Antes, o futuro presidente afirmou que ningu m pode salvar o Brasil da crise sem contar com o apoio dos demais poderes, depois de se reunir com o comandante da Aeron utica e com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli. Mais tarde, anunciou que outras quatro mulheres, duas militares, uma economista e uma engenheira, far o parte da equipe de transi o. Por enquanto, a mesma formada por cerca de 30 especialistas, economistas e militares na maioria, mas Bolsonaro poder nomear at 50 por lei. Questionado no dia anterior sobre se alguma mulher comandaria algum dos minist rios, disse que com certeza , embora tenha minimizado a import ncia da representatividade de g nero e racial no poder. Nesta quarta-feira, Jair Bolsonaro reiterou a postura: N o estou preocupado com a cor, sexo ou sexualidade de quem est na minha equipa, mas com a miss o de fazer o Brasil crescer, combater o crime organizado e a corrup o, dentre outras urg ncias , tuitou. L der da bancada ruralista no Congresso, cujo apoio foi fundamental na vit ria eleitoral de Bolsonaro, Tereza Cristina da Costa estar frente de uma pasta importante no Brasil, uma das maiores pot ncias agr colas do mundo. Com ela, s o seis os ministros nomeados por Bolsonaro at agora: o liberal Paulo Guedes no superminist rio de Economia, o juiz federal S rgio Moro no de Justi a e Seguran a P blica, o deputado Onyx Lorenzoni na Casa Civil, o astronauta Marcos Pontes em Ci ncia e Tecnologia, e o general do Ex rcito na reserva Augusto Heleno em Seguran a Institucional. - Planos confusos -Durante a campanha, Bolsonaro prometeu reduzir o n mero de minist rios no mbito de um plano de corte de gastos do Estado. Mas, depois da sua vit ria, os seus an ncios geraram pol mica e confus o. Nesta quarta-feira, anunciou a supress o do Minist rio do Trabalho, que ser incorporado a alguma outra pasta, segundo disse, mas sem especificar qual. Na ter a-feira, quando j circulavam vers es sobre o seu desaparecimento, o actual minist rio e a For a Sindical, uma das principais centrais sindicais no pa s, manifestaram o seu rep dio a essa iniciativa. Segundo a imprensa, a equipa de Bolsonaro minimiza a fus o do Minist rio do Trabalho com o de Ind stria e Com rcio Exterior. Em princ pio, o capit o na reserva afirmou que reduziria o n mero de minist rios de 29 para 15, mas nesta quarta-feira sugeriu que esse n mero poder subir para 18. Em 30 de Outubro, o presidente eleito anunciou que faria a fus o dos minist rios da Agricultura e Meio Ambiente, mas num momento de uma onda de cr ticas de sectores ambientalistas, e inclusive de representantes do agroneg cio, recuou dias depois. O general na reserva Augusto Heleno, nomeado nesta quarta em Seguran a Institucional, havia sido inicialmente designado para Defesa. ,

Related news

Latest News
Hashtags:   

Bolsonaro

 | 

Temer

 | 

prometem

 | 

transição

 | 

fluida

 | 
Most Popular (6 hours)

Most Popular (24 hours)

Most Popular (a week)

Sources