Sunday 9 December 2018
Home      All news      Contact us      English
portalangop - 24 days ago

Senado argentino aprova orçamento austero após acordo com FMI

Buenos Aires - O Senado argentino aprovou nesta quinta-feira um orçamento austero para 2019, a fim de alcançar o equilíbrio fiscal que garanta ao país o auxílio financeiro de 56 biliões de dólares acordado com o FMI., O apoio pol tico ao plano de ajuste promovido pelo governo de Mauricio Macri acontece semanas antes de a Argentina sediar a reuni o de cimeira de l deres do G-20. A vota o foi de 45 senadores a 24 e uma absten o, ap s mais de 12 horas de debate, enquanto, nos arredores, manifestantes repudiaram os cortes nas reas de sa de, educa o, habita o, obras p blicas, cultura e subs dios sociais. Embora a alian a governista Cambiemos (centro-direita) n o tenha a maioria no parlamento, o governo obteve o apoio-chave de um sector do Partido Justicialista (oposi o peronista). O or amento de ajuste, dentro de uma crise que fez tudo ir pelos ares. Votar contra seria um sinal muito ruim em n vel internacional , justificou no seu discurso Miguel Angel Pichetto, chefe do bloco justicialista. Ao longo do dia, sindicatos e movimentos sociais se manifestaram nos arredores do Congresso, mas a participa o foi menor do que em 24 de Outubro, quando o projecto foi aprovado na C mara dos Deputados em meio a dist rbios. O povo contra este or amento, foi contra pedir empr stimos ao FMI , lamentou a manifestante Ana Mar a de Jes s, 67. A ex-presidente Cristina Kirchner, de centro-esqueda, actual senadora e uma das principais opositoras, disse que o or amento para 2019 , na verdade, uma planilha desenhada para cumprir o d ficit zero com o qual o governo se comprometeu junto ao FMI. N o se sai da recess o ajustando os gastos p blicos, porque o que iremos fazer aprofundar o sofrimento da sociedade argentina , afirmou. O ministro da Economia, Nicol s Dujovne, assinalou que isto nunca havia sido feito na Argentina sem a queda do governo, um ajuste fiscal desta dimens o . Al m de recorrer a impostos transit rios, n o recorremos a controles de capitais, confiscos ou repress o financeira , comentou. - Meta: equil brio fiscal -O or amento que vai valer em 2019, ltimo ano do governo Macri, inclui cortes de gastos de cerca de 400 bilh es de pesos (cerca de 10 bilh es de d lares) em rela o ao ano anterior, para reduzir o d ficit fiscal prim rio a zero. Este ndice foi de 3,9% do PIB em 2017 e projectado em 2,7% em 2018. Esta meta de equil brio fiscal prim rio seria alcan ada com uma redu o nas despesas equivalente a 1,5% do PIB e um aumento na receita de cerca de 1,2% do PIB. O projecto est em linha com o acordo alcan ado com o Fundo Monet rio Internacional (FMI), que garante uma ajuda financeira para a Argentina de cerca de 56 bilh es de d lares. A curto prazo, o programa fiscal tem um efeito ineg vel de contrac o sobre a demanda agregada, a actividade econ mica e o emprego , disse AFP o economista H ctor Rubini, da Universidade do Salvador, em Buenos Aires. ,

Related news

Latest News
Hashtags:   

Senado

 | 

argentino

 | 

aprova

 | 

orçamento

 | 

austero

 | 

acordo

 | 
Most Popular (6 hours)

Most Popular (24 hours)

Most Popular (a week)

Sources