Monday 1 June 2020
Home      All news      Contact us      English
voaportugues - 9 days ago

Deputado do partido do PM guineense que mantém apoio ao PAIGC sequestrado e agredido

O líder da bancada parlamentar de APU-PDGB, Mareano Indi, foi sequestrado no princípio da tarde desta sexta-feira, 22, em Bissau por pessoas ainda não identificadas e libertado duas horas mais tarde. O sequestro aconteceu depois do parlamentar ter dado uma entrevista, em que assumiu manter-se fiel ao acordo de incidência parlamentar assinado depois das eleições legislativas de março de 2019 com o PAIGC, que foi recentemente denunciado pelo líder do partido e primeiro-ministro Nuno Gomes Nabian. Indi foi detido, segundo fontes da VOA, na estrada que dá acesso ao Setor de Safim, a 16 quilómetros de Bissau, por pessoas vestidas a civil, com catanas e paus, tendo sido levado para um lugar incerto. Duas horas depois, Indi foi conduzido para as instalações policiais, em Bissau, onde viria a ser libertado, sem quaisquer explicações, seguindo-se mais tarde para a residência do presidente do Parlamento, Cipriano Cassamá. O deputado terá sido espancado, com o motorista e um amigo dele, de nacionalidade chinesa, e todos ficaram feridos. No Setor de Safim, onde reside o deputado, os residentes revoltaram-se e incendiaram pneus na estrada. Ameças e acordos Ontem Batista Té, vice-presidente do APU-PDGB, denunciou que Mariano Indi tinha sido perseguido e recebido ameaças de morte. Enquanto se aguardam pelos detalhes do sequestro, refira-se que Marciano Indi é um dos quatro deputados do APU-PDGB que mantêm-se fieis ao acordo de incidência parlamentar assinadocom o PAIGC, o que garante ao partido vencedor das legislativas de 2019 uma maioria no Parlamento. Entretanto, Nuno Gomes Nabian, líder do APU-PDGB e actual Chefe do Governo, distanciou-se do PAIGC e assinou recentemente um acordo com o MADEM-G15 e o PRS, com o qual estes três partidos dizem ter uma “nova maioria” que garante estabilidade governativa. Termina hoje o prazo que a Cedeao deu ao Presidente Úmaro Sissoco Embaló, a 22 de abril, para formar um Governo. O Chefe de Estado deve pronunciar-se a qualquer momento.

Related news

Latest News
Hashtags:   

Deputado

 | 

partido

 | 

guineense

 | 

mantém

 | 

apoio

 | 

PAIGC

 | 

sequestrado

 | 

agredido

 | 
Most Popular (6 hours)

Most Popular (24 hours)

Most Popular (a week)

Sources